Síndrome dos Ovários Policísticos: como afeta a gravidez

De acordo com a FEBRASGO (Federação Brasileira das Associações de Ginecologia e Obstetrícia), a Síndrome dos ovários policísticos (SOP) é uma das condições clínicas comumente diagnosticadas no que tange disfunção endócrina. A prevalência desta síndrome varia entre 6 e 16% da população feminina, dependendo do alvo do estudo.

Atualmente, pelo menos 105 milhões de mulheres de 15 a 49 anos são portadoras de SOP, a maioria delas ainda estão em idade reprodutiva, o que pode ser um fator notório para critério de conduta médica, já que os aspectos clínicos podem evidenciar dificuldade para engravidar.

 

A SOP é causa de infertilidade?

É uma das formas mais comuns de fertilidade, relacionada à anovulação (ausência de ovulação), a SOP apresenta uma série de sinais clínicos relacionados a disfunção ovariana, que podem variar de com relação a intensidade e frequência de sintomas.

O diagnóstico da anovulação deve ser predominantemente clínico, baseado no histórico menstrual, e de maneira pouco convencional, pode-se solicitar exames de dosagem sérica de progesterona ou/e exame transvaginal seriado. Através de consulta médica criteriosa e detalhada, bem como a exclusão de doenças que possam esclarecer o curso da síndrome, a SOP pode ser diagnosticada e tratada.

 

Como a SOP dificulta a gravidez?

A disfunção ovariana associada a falta de ovulação, causam dificuldade para engravidar, por diversos fatores, o óvulo não é amadurecido e nem liberado para a fertilização.

 

E quais são os sintomas?

Os sintomas podem apresentar maior ou menor frequência dependendo de cada pessoa, são eles: irregularidade menstrual, ganho exacerbado de peso, hirsutismo (excesso de pelos na face), acne persistente, seborreia e hiperidrose (transpiração excessiva).

 

Quais exames devem ser solicitados caso se suspeite de SOP como causa das dificuldades de engravidar?

Exames hormonais

VSTV

Histerossalpingografia (para afastar também a possibilidade de obstrução tubária), pois caso tenha confirmada a obstrução irá interferir na escolha do tratamento.

 

Espermograma (em aproximadamente 20% dos casais com infertilidade, os problemas estão associados aos dois). O fator masculino também interfere na escolha do tratamento).

 

Quais os tratamentos indicados para SOP isolada como fator de infertilidade?

 

É importante ressaltar, que por ser uma síndrome complexa, a SOP deve ser conduzida com uma abordagem multiprofissional, de maneira que a busca por profissionais como ginecologistas, endocrinologistas e especialistas em reprodução humana é muito importante.

 

Dentre os itens a serem controlados estão:

1. Mudança de estilo de vida, com a realização de exercícios físicos regulares, mudanças de hábitos alimentares, perda de peso, cuidados psicológicos e etc.

2. Indução de ovulação: Pode correr apenas com a administração de hormônios via oral sem acompanhamento ultrassonográfico. Hormônios orais e/ou injetáveis com o acompanhamento por imagem por especialistas. E, caso haja falha, partir para inseminação e/ou fertilização in vitro.

WhatsApp chat